• Valéria Rossato

O maravilhoso Ultrassom Microfocado – ULTRAFORMER III


Técnicas cirúrgicas são, historicamente, a primeira opção de tratamento para corrigir a flacidez e a pele redundante causadas pelo envelhecimento. Apesar de permanecerem como melhor opção em alguns casos, atualmente tem se buscado cada vez mais técnicas menos invasivas, mais naturais e mais seguras.


As ondas de ultrassom são uma tecnologia médica utilizada há muitos anos, principalmente para exames de diagnóstico em imagem por exemplo. Desde 2009, esse tipo de tecnologia é aprovado nos EUA para procedimentos estéticos como elevação de pálpebra e lifting facial.

As ondas de ultrassom de alta intensidade geram um calor térmico controlado em pontos focais da derme (camada pele onde temos o colágeno, ácido hialurônico, entre outras substâncias) com duração de pulso, frequência e energia milimetricamente ajustadas para criar zonas de coagulação em profundidades específicas. Atinge temperature de 75,4oC, causando coagulação de tecidos, ativando o sistema imunológico local e estimulando o processo de cicatrização e reparação tecidual, induzindo a formação do nosso queridinho e tão desejado colágeno novinho em folha.


O que ocorre mais especificadamente é que o calor desnatura o colágeno velho, mais frouxo, quebrando ligações de hidrogênio. Isso deixa as fibrilas de colágeno mais espessas e curtas, com maior força tênsil, conferindo uma menor flacidez da pele. Além disso, normaliza a relação colágeno tipo I e colágeno tipo III, o que é importante para sentir a pele mais “durinha”.

Por ser uma tecnologia que atua na derma mais pronfunda, atinge também o Sistema Músculo Aponeurótico, chamado SMAS. Esse SMAS é composto de colágeno e fibras elásticas, ligando os músculos da face com o tecido da pele (a derme). É um alvo interessante devido a suas propiedades de viscoelasticidade, deixando aquele aspecto de pele mais “grudada”, menos elástica.


Parece tudo de bom né? É, e esse realmente é!


Porém, assim como qualquer procedimento estético, uma boa avaliação médica é extremamente necessária, para indicar o procedimento para quem realmente tem benefício e não fazer os pacientes gastarem dinheiro à toa.


Existem três pilares principais de tratamento: formação de novo colágeno (ou neocolagênese), ancoragem muscular e gordura localizada. Quanto a gordura localizada, temos no aparelho os transdutores macrofocados, os quais atingem um volume 8x maior que os microfocados, permitindo um efeito lipólise – destroe as células de gordura e as elimina do corpo naturalmente.


A dor geralmente é algo que incomoda durante o procedimento. Por isso, sempre realizamos anestesia local e são prescritos analgésicos para ingerir no pré-procedimento.

Uma das principais vantagens e motive da escolha deste procedimento são os baixissimos efeitos colaterais. É um procedimento seguro na maioria dos cenários, sendo que o paciente pode retornar às suas atividades habituais já no dia seguinte.


Agende uma consulta com nossa equipe, estamos a disposição para esclarecer suas dúvidas!

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 

©2020 por VR Dermatologia. Orgulhosamente criado com Wix.com